quinta-feira, agosto 27

Ano Novo Vida Nova

Quem por aí já está a fazer planos para a passagem de ano?
Eu sei que ainda faltam 4 meses, mas a passagem de ano é umas das alturas em que mais se viaja para ver os fogos-de-artifício pelo Mundo. Marcar tudo com a antecedência, neste caso, é a chave para o sucesso, pois se seguirmos a mania portuguesa do deixar tudo para a última vamos acabar sentados no sofá (ou em cima da cadeira) a contar as badaladas com a tia Teresa, ou a Julinha.
Assim sendo, vamos lá sugerir alguns locais para vos dar algumas ideias.


Madeira: Como o que é português é bom não podia começar com outro destino. Os fogos-de-artifício da Madeira há muito que são considerados os mais bonitos e fazem parte do livro de recordes do Guiness como o maior espetáculo de fogo-de-artifício do mundo. As opções de estadia são muitas com os melhores hotéis a oferecerem diversos pacotes para a noite. Vão perder?



Paris: Já é conhecida por muitos como a cidade do amor e é um destino que vale a pena visitar em qualquer altura do ano. O que muitos não sabem é que Paris também conhecida como a “cidade da luz” por ficar especialmente iluminada na altura da passagem de ano. Já estou a imaginar-nos a levantar a taça de champagne ao lado das nossas caras-metades enquanto gritamos Bonne Année ao som do fogo-de-artificio que ilumina a já bela Torre Eiffel. Parece-vos bem?

Made in Portugal #3


Como sabem gostamos de partilhar a melhor música que se faz em Portugal. Diogo Piçarra é definição disso. Há muito que me decidi que tinha de falar dele aqui na nossa rúbrica e depois de assistir a este vídeo disse: não passa de hoje! Podia ter escolhido a Tu e Eu ou a Breve ou  a Volta ou outra qualquer porque fazem todas muito sentido, mas escolhi esta por todos os motivos e mais alguns. Para além de estar perfeitamente bem escrita (como aliás todas as outras) o vídeo liga muito bem com as palavras, e só artistas assim o conseguem! Podia continuar para aqui a dizer o quão bom o Diogo é, mas basta ouvi-lo para perceber isso!

Eu sei, a ouvir-te a vida vai bem =)

sexta-feira, agosto 14

Another Place | Crosby

Depois de 3 meses de estadia em terras reais começa a fazer falta sentir areia nos pés e ver mar no horizonte. Foi por isso que na passada sexta-feira apanhei o autocarro 53 com a minha mãe e só tínhamos como destino uma praia qualquer. Sem saber qual seria a nossa paragem acabamos por sair onde não devíamos, mas com mais ou menos peripécias no caminho, chegamos até à praia de Crosby

Primeiro passa-se as típicas casinhas, depois um descampado que vai até às dunas, por fim subimos as dunas e apreciamos a bela paisagem da praia das estátuas, como gosto de lhe chamar.
Existe um caminho por detrás das dunas onde se pode andar a pé, de mão dada para os apaixonados, ou de bicicleta a romper o ar salgado. Para quem mal espera por colocar o pézinho na areia, então sobe-se e desce-se as dunas e ali estamos nós!



quinta-feira, agosto 6

Lisboa, meu amor #3 | Panteão Nacional

Já diz o ditado e é bem verdade: tudo o que é nacional é bom. Nem que seja pela mais pequena razão. Desta vez, é uma razão bem grande. O Panteão Nacional é o tecto das figuras mais importantes do país e por isso merece sempre a visita. Já não ia ao Panteão há alguns anos e este ano foi de vez. A minha razão era de coração, de amor, visto que o grande Pantera Negra teve a sua merecida mudança há pouco tempo. E eu lá fui, em excursão por Alfama, visita-lo. Era o único com flores. Ele e a Amália, noutra sala, quem de também gosto tanto. E foi bom. Parece que o Panteão e a vista nos enche a alma. E não há nada melhor que a vista da Lisboa, menina e moça para alguém como eu. 
A visita ao Panteão Nacional é agora paga: 4€. Se forem no primeiro Domingo de cada mês é grátis! E vale bem a pena :)