quinta-feira, outubro 15

We are back



Não a Lisboa, mas ao blog. Este post vem de uma repentina vontade de escrever. O blog tem estado ao abandono, sim. Nós pedimos desculpa. Mas uma coisa que eu aprendi com mudanças é que não são fáceis. A minha vinda para Roterdão não foi fácil. Foi uma decisão que demorei cerca de 2 anos a tomar. E contra tudo e todos, aqui estou. Muito feliz, sim. Cansada também. Com vontade de dormir por uma semana, sim. Com muitas saudades da minha cidade, do meu sol e das minhas pessoas. A verdade é que pensei que seria mais difícil. Pensei que ia chorar muito e que ia sentir saudades de muita coisa. Ainda não chorei mas tenho saudades dos meus, da minha Lisboa, das minhas ruas estreitas, de conduzir, de ver a ponte 25 de abril, de ver os barcos, de andar de metro. Tenho muitas saudades de Portugal e ainda só estou aqui há quase 2 meses. Português é assim: saudosista. Temos saudades de tudo, até do que não nos fez bem. Mas a vida também é isto e aqui, em Roterdão, também faz sol (um milagre), as pessoas também são simpáticas, também há rio, também há barcos. Só não há esta vista linda que só a gente tem.